fbpx
Washington Wizards

A ESPERANÇA RENASCE NA CAPITAL!

Com outra postura em casa, não jogamos a toalha. Ainda tem jogo!

Fonte: Site Oficial Washington Wizards

Será o fator casa? Wall & Beal? Uniforme edição City? Maldição dos Raptors nos playoffs?

Salve salve, Wizards da massa!!! Quero dizer aqui pra quem achou que íamos ser varridos, que estamos mais vivos do que nunca! Tivemos um início de pós temporada complicado, pecando muito no ataque e principalmente na defesa, perdendo os dois jogos em Toronto, mas com paciência e muita garra nos acertamos e conseguimos empatar a série em 2×2.

Toronto em processo de afirmação como nova força da NBA, sentiu novamente o peso dos playoffs, e claro, a força de um time ferido, mas não abatido.

Jogo 1 e 2: Sem controvérsias, domínio absoluto canadense!

Com a 8° e última vaga do Leste, sabíamos que seria difícil nosso caminho nos playoffs. Enfrentando os donos da melhor campanha, era o momento de mostrar nossa força. Porém sofremos algo que já era esperado, nos 2 jogos em Toronto, o domínio foi dos anfitriões.

Até conseguimos terminar o primeiro tempo do jogo 1 na frente, mas os donos da casa mostraram a força do banco, e também contando com grande atuação de Serge Ibaka (23pts e 12reb), buscaram a vitória. John Wall (23pts e 15ast), Markieff Morris (22pts e 11reb) e Bradley Beal (19pts) até fizeram um bom jogo, porém não foi o bastante.

Já no jogo 2, foi domínio total dos Raptors, que fizeram um primeiro quarto de respeito com 44 pontos, e saíram com a vitória por 130 a 119. John Wall fez grande partida com 29pts e 9ast, mas teve sua atuação ofuscada por DeMar DeRozan, que doutrinou com seus 37pts. Com exceção de Wall, nosso time titular foi horrível, com apenas Otto Porter Jr. pontuando na casa de 2 dígitos. Bradley Beal terminou a partida com míseros 9pts e 3ast. O que nos salvou de um vexame, foi nosso banco, que somou 63pts, com boa atuação de Mike Scott (20pts).

Jogo 3: Acertando a defesa e calibrando o ataque, conseguimos nossa reação! Mas também teve confusão!

Paciência no ataque, muita transição de bola, e intensidade na defesa foram as peças chaves para sairmos com a vitória no jogo 3. Administrando a partida, não nos afobamos para criar uma grande diferença, e saímos vencendo o primeiro tempo por apenas 1 ponto. Destaque defensivo para a boa atuação do pivô reserva Ian Mahinmi. Porém, como nem tudo são flores, nosso grande desperdício de bolas, deixou o adversário encostado no placar e isso tem mantido o Raptors vivo em todos os jogos da série. Corrigir os Turnovers é necessário!

O terceiro período do jogo 3, foi de muita confusão. Em um lance que Jonas Valančiūnas cometeu falta ofensiva, derrubando Marcin Gortat, Bradley Beal foi pra cima do jogador dos Raptors, dando início a confusão. Em outro lance entre John Wall e Serge Ibaka, Wall tentou agredir Ibaka, que não ficou quieto, e tiveram que ser contidos pelos companheiros. A arbitragem não deixou passar, dando faltas técnicas para Wall, Beal e Ibaka.

Após toda confusão e voltando ao que realmente importa, que era jogar basquete, conseguimos nossa maior vantagem na série abrindo 19pts. No último quarto, com uma vantagem tranquila, foi necessário apenas administrar a vitória fechando em 122 a 103. Destaque total para as atuações de gala para John Wall (28pts e 14ast) e Bradley Beal (28pts).

Outros fatores importantes para a vitória, foram a evolução na bola de 3 chegando a 43,5%, e a eficiência do nosso banco, frente ao banco do Toronto, vencendo a disputa direta: 35 a 30.

Ainda no jogo 3, mas sobre o uniforme The Disctrict!

Fonte: Site Oficial Washington Wizards

Se nos playoffs da temporada passada, nosso time usou seus uniformes brancos de estrelas e listras, saindo com um aproveitamento de 6-0 em Chinatown, esse ano resolvemos entrar com o da edição City, com a frase “The District of Columbia” no peito. Bom, pelo menos o uniforme nos deu uma resposta imediata.

Uma curiosidade, ainda no ginásio, mas fora da quadra, é que todos os presentes no estádio, inclusive torcedores de Toronto, receberam uma camiseta gratuita da Wizards “Rep the District”. Grande jogada de marketing, que se refere a uma nova linha de roupas “Rep the District” estará disponível na loja da equipe.

Os torcedores dos Raptors que não gostaram muito do presente, rabiscando e escrevendo por cima Raptors e The North. Que ingratidão em?

Jogo 4: Mantendo a regularidade e com Beal endiabrado, empatamos a série!

Mais uma vez em casa, era o momento de provar que nos playoffs é outra história, e que vamos brigar pela classificação até o último segundo. Não deixando a empolgação do jogo anterior tomar conta, entramos em quadra apenas com um objetivo: sair com a vitória. E ela veio, mas como nossa torcida já está acostumada, veio com muito suor e emoção. Mesmo com DeMar DeRozan em uma noite incrível com seus 37pts, Bradley Beal (31pts) e John Wall (27pts e 14ast) lideraram nossa equipe em mais uma vitória memorável!

No primeiro quarto, começamos abaixo, sendo necessário fazer alguns ajustes, enquanto os adversários mantiveram um ataque consistente, liderados por DeRozan, abrindo vantagem na parcial em 30 a 22.

Voltando pro 2° quarto, os dois times acertaram sua defesa, porém pecaram no ataque,com a primeira cesta de quadra saindo apenas com dois minutos e meio de bola rolando. Com Wall e Beal focados, até conseguimos reduzir a vantagem, mas o time de Toronto manteve sua força na defesa e explosão no ataque com DeRozan acertando tudo, ampliando a vantagem em 51 a 40.

O terceiro quarto, foi a receita da vitória: incríveis 40 pontos na parcial. Nosso time voltou do intervalo com a mão calibrada, dominante na bola de 3, e virando o placar com Beal. DeRozan novamente nas infiltrações conseguiu passar a frente, mas com uma cesta de Mike Scott faltando 1seg, o quarto encerou tudo igual: 80 a 80.

No último quarto, nosso time voltou mal, muito mal, permitindo os Raptors abrirem uma vantagem de 8 pontos, liderados por Kyle Lowry. Nossa reação não demorou muito, mas em seguida veio a ducha de água fria. Cometendo sua 6° falta (ainda muito contestada, convenhamos), Beal, que fazia uma partida impecável foi ejetado a 4:58 do fim, ficou furioso, e com razão. Mas não temos só um All-Star no time, e liderados por Wall, que chamou a responsabilidade de forma mágica e cresceu nos minutos finais, fechamos a partida em 106 a 98.

Bom, família DC, o que mais esperar desse final de série? É muita emoção meus amigos! Devemos conquistar uma vitória em Toronto e fazer nossa parte em casa, com a ajuda de nossa torcida, que por sinal está fazendo uma festa linda até o momento, apoiando até o fim, para fecharmos a série e vencermos o líder do Leste.

É impossível? Claro que não! Já calamos vários críticos que disseram que seríamos varridos. Que o nosso time continue se alimentando das críticas e desconfianças e mantenha o embalo! O Norte será nosso!

Próximos jogos:
Jogo 5 – 25/04 (Qua) a confirmar: Raptors x Wizards (fora) 20h
Jogo 6 – 27/04 (Sex) a confirmar: Wizards x Raptors (casa) (se necessário)
Jogo 7 – 29/04 (Dom) a confirmar: Wizards x Raptors (casa) (se necessário)

#TheDistrict #WizardsDaMassa #DCFamily

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close