fbpx
AL Central

AL CENTRAL: COMEÇO MELHOR QUE A ENCOMENDA

Ano passado, a AL Central foi considerada a pior divisão das grandes ligas. Os Indians venceram a divisão com facilidade, e quase que por falta de competição. Esse ano, a expectativa era semelhante. Entretanto, depois de um mês de baseball, o que se tem visto não é nada disso. A AL Central tem dois times muito competitivos (o Twins sendo um dos melhores times das grandes ligas até aqui) e dois times beirando a marca dos .500 e que brigam por afirmação. O começo de temporada é sem duvida muito melhor do que a encomenda!

Minnesota Twins (17-10)

O Minnesota Twins teve um começo de ano perfeito, exatamente como o time queria. Depois de toda a conversa na pré-temporada sobre a possibilidade de o time competir pelo titulo da divisão, os Twins começaram o ano com tudo e provaram para todo mundo o potencial do time. Hoje, os Twins são o segundo melhor time da Liga Americana, com um recorde de 17-10, ou .630. Se continuar nessa pegada, os Twins terminariam o ano com 102 vitórias!

O grande trunfo do time de Minnesota no ano até agora tem sido o seu ataque. As chegadas de Jonathan Schoop, C.J. Cron e, obviamente, Nelson Cruz, revolucionaram o ataque dos Twins, que hoje aparece entre os melhores da liga. Além disso, um dos tópicos mais discutidos nas Twin Cities durante a off-season, a recuperação de Byron Buxton, tem sido chave. Buxton lidera a Liga Americana em rebatidas duplas no ano, com 12, e tem sido parte fundamental da melhora do ataque.

De fato, o ataque de MN tem tido um dos melhores começos da história da franquia. Só para realçar alguns números, no primeiro mês da temporada os Twins já bateram 50 HR e tem um slugging de .495 (ambas melhores marcas da história da franquia) além de terem impulsionarado 141 corridas (segunda melhor marca da história da franquia). Tudo isso ainda sem Miguel Sanó, que ainda não estreou na temporada por causa de lesão!

Proximos jogos: HOU @ MIN, HOU @ MIN, MIN @ NYY, MIN @ NYY, MIN @ NYY, MIN @ TOR, MIN @ TOR

(Byron Buxton e o ataque de Minnesota impulsionaram o time a liderança da divisão – Andy Witchger/Wikimedia Commons)

Cleveland Indians (16-12)

Se os Twins têm ganho jogos por causa do seu ataque, Cleveland é o oposto. Com possivelmente a melhor rotação das grandes ligas, os Indians têm apostados nos seus pitchers para levá-los as vitórias.

O time de Ohio tem o sexto melhor ERA das grandes ligas e o quarto melhor da liga american até aqui. Dentre os titulares, destaque para o talentosíssimo Trevor Bauer, que esbanja um ERA de 2.45 até aqui. Shane bieber também teve um bom primeiro mês, com um ERA de 3.68, além de Mike Clevinger, que foi perfeito em seus dois jogos no ano, antes de sair machucado. Apesar dos bons números dos arremessadores de Cleveland, dois dos grandes nomes do time não tiveram um bom começo de ano. Corey Kluber e Carlos Carrasco tiveram atuações bem irregulares até aqui e ambos fecharam o primeiro mês com ERAs acima de 5.80 (5.86 para Carrasco e 5.81 para Kluber). Dado o talento de ambos, é de se esperar que esses números baixem durante a temporada e que os Indians sejam ainda mais dominantes no montinho nos próximos meses.

O ataque ainda é um problema para os Indians. O time tem encontrado dificuldades em anotar corridas, mesmo depois da volta de Francisco Lindor ao line-up. Os Indians fecharam o mês como o segundo pior time da Liga Americana em corridas anotadas e o pior em média no bastão. Tendo o vista todo o potencial dos Twins no ataque, parece que o time de Cleveland terá que melhorar nessa área para poder competir pela divisão.

Proximos jogos: CLE @ MIA, SEA @ CLE, SEA @ CLE, SEA @ CLE, CHW @ CLE, CHW @ CLE

(Trevor Bauer tem sido dominante e mantido os Indians na briga pela divisão –
Brad Rempel/USA TODAY Sports)

Detroit Tigers (13-14)

O Detroit Tigers foi a grande surpresa da divisão até aqui. Por boa parte do primeiro mês da temporada, os Tigers lideraram a divisão ou estiveram bem próximo ao líder. Mais pro final do mês, os Tigers voltaram a “normalidade” e acabaram deixando os Twins se distanciarem um pouco (são 4 jogos de diferença no momento) e viram o seu recorde cair para menos de .500.

Os Tigers têm usado uma formula semelhante à dos Indians, e apostado nos seus arremessadores para ganhar jogos. Spencer Turnbull tem sido espetacular até aqui, com um ERA de 2.53 em 6 jogos. Aliado a Turnbull, Matthew Boyd e Tyson Ross também tiveram bons começos de temporada e ajudaram o time de Detroit nesse bom começo de temporada. Jordan Zimmermann, talvez o principal nome entre os pitchers dos Tigers, não teve um bom começo de ano, entretanto. Zimmermann levou a derrota em 4 dos 6 jogos que começou e está com um ERA beirando o 6.00.

Uma noticia interessante vindo das divisões de base dos Tigers, entretanto, foi a estreia do pitcher Casey Mize na AA. Mize, que é o principal prospect dos Tigers, subiu da Class A-Adv para a AA essa semana e fez sua estreia na segunda, lançando um no-hitter logo de cara! Foram 9 entradas e nenhuma rebatida em apenas 98 arremessos! Depois de dominar a Class A-Adv e desse começo na AA, já começaram a surgir boatos de que Mize possa chegar as grandes ligas ainda essa temporada. Vale a pena acompanhar.

Proximos jogos: DET @ PHI, KC @ DET, KC @ DET, KC @ DET, LAA @ DET

(O prospect Casey Mize lançou um no-hitter na sua estreia na AA –
Mark Cunningham/Getty Images)

Chicago White Sox (12-14)

Os White Sox começaram o ano devagar, mas melhoraram e agora já começam a se aproximar dos .500 e dos Tigers na briga pela terceira força da divisão. Com um time ainda muito jovem, a equipe de Chicago oscila muito, especialmente os arremessadores.

O ataque, entretanto, vai muito bem obrigado. Os Sox são o segundo melhor time da Liga Americana até aqui em média no bastão, atrás apenas do poderosíssimo Houston Astros. Tim Anderson teve a melhor média no bastão dentre todos os jogadores qualificados da Liga Americana nesse primeiro mês, com .375. Anderson também lidera a AL em bases roubadas, com 10. Aliado a ele, Yoan Moncada, que continua seu bom começo de 2019, e José Abreu, tem impulsionado o time a vitórias. O prospect Eloy Jimenez, teve um bom começo de temporada, mas nada excepcional. São 3 HRs, 8 RBIs e uma média de .241 até agora.

O problema dos Sox, sem dúvida, tem sido a sua rotação titular. Dois cinco que começaram o ano na rotação, todos tem ERAs acima de 4.90, com Carlos Rodon tendo o menor ERA com 4.94. Lucas Giolito teve 5.30, Reynaldo Lopez 6.03, Ivan Nova 8.42 e o veterano Ervin Santana 9.45, chegando a ser liberado pelo time depois das más atuações. Se o arremessadores dos Sox conseguirem ser mais constantes e ceder menos corridas por jogo, o ataque tem o potencial de carregar o time, que tem muito talento.

 Proximos jogos: BAL @ CWS, BOS @ CWS, BOS @ CWS, BOS @ CWS, BOS @ CWS, CWS @ CLE, CWS @ CLE

(Tim Anderson lidera a AL em média no bastão e base roubadas em 2019 – Vinnie Duber/NBC Sports)

Kansas City Royals (10-20)

O começo de temporada tem sido difícil para o torcedor dos Royals. Em um ano em que as expectativas já eram baixas e que muitas derrotas eram esperadas, o pouco de esperança que ainda restava de talvez uma surpresa está reduzindo progressivamente. Os Royals perderam 20 dos seus primeiros 30 jogos e são oficialmente o pior time da Liga Americana e o segundo pior de todas as grandes ligas, ficando a frente apenas dos Marlins.

É até difícil de apontar um ponto positivo na campanha do time de Kansas City até aqui. Os Royals têm um dos piores ERAs da AL, a frente apenas dos Orioles e dos Rangers, mas não tem o ataque para compensar por isso. O ataque dos Royals é mediano até aqui, comparado com outros times da AL, em média, HR e corridas.

Uma coisa que o time de KC é bom, entretanto, é roubar bases. Os Royals lideram as grandes ligas em bases roubadas com 29! Destaques para Billy Hamilton e Adalberto Mondesi, ambos com 8 bases roubadas até aqui, a terceira melhor marca da AL. Outro acontecimento

Proximos jogos: TB @ KC, TB @ KC, KC @ DET, KC @ DET, KC @ DET, KC @ HOU, KC @ HOU

(Billy Hamilton e Adalberto Mondesi conduziram os Royals ao topo da lista de base roubadas – Chris O’Meara/AP Photo)

Proxima semana

A próxima semana terá confrontos interessantes. O grande destaque é a difícil semana dos Twins, que enfrenta dois favoritos ao titulo da WS. Depois de fechar a série contra os Astros, os Twins viajam para NY para enfrentar os Yankees.

Outros confrontos interessantes devem ser o jogos entre White Sox e Indians em Cleveland e a série entre Royals e Tigers em Detroit.

#MLBdaMassa #RallyTogether #AlwaysRoyal #MotorOn #MNTwins #WhiteSox

Tags
Mostre mais

Fernando Borges

Original do Rio de Janeiro, morando em Chicago. Fanatico pelos esportes americanos. Trazendo semanalmente todas as noticias da AL Central da MLB.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close