fbpx
Houston Rockets

COMEÇAMOS MAL – MAS NADA ESTÁ DECIDIDO AINDA

Depois de vencer os Jazz, um time muito bem treinado e que deu o máximo ao longo da série, o desafio mais esperado estava pela frente: o duelo com os Warriors.

Num jogo 1 dominado pelas defesas, os 19 pontos de Houston no 1º quarto foram muito curtos para um adversário da qualidade de Golden State, tendo sido claramente uma entrada em falso na série.

Com CP3 a comandar as jogadas enquanto Harden descansava no banco, os Rockets conseguiram encostar no marcador, forçando vários turnovers no ataque adversário. Eric Gordon, no perímetro, foi impecável, tentando limitar ao máximo os arremessos de Durant e companhia.

Ao intervalo, o empate parecia bem simpático para uma entrada tão em falso na partida. A meio do 3º período, os Warriros avançaram com a sua death lineup, sem pivô e onde procuram acelerar bastante o ritmo de jogo. Infelizmente a estratégia resultou, abrindo uma vantagem de 10 pontos em pouco tempo. Os Rockets responderam bem, voltando a conseguir turnovers para pontos fáceis e recuperando da diferença de forma rápida.

No início do 4º período, depois de uma decisão duvidosa num triplo de CP3 – Mike D’Antoni referiu que os árbitros admitiram alguns erros no fim do jogo – os Warriors voltaram a fazer outra run, que acabou por ser decisiva. Houston já não conseguiu encostar novamente, com a vantagem a ser gerida até final, terminando com 104-100 a favor dos campeões em título.

Box score – faltou ajuda a CP3, Gordon e Harden

Harden, apesar dos 35 pontos, teve um aproveitamento de quadra mediano, com 32% de FG e apenas 25% de 3. CP3 e Gordon foram mais eficazes, mesmo terminando com menos pontos no final. Quanto ao resto do time, Capela teve um jogo fraco, com House e Shumpert a revelarem muito pouco acerto do arremesso triplo também.

The Dream Shake

O que aí vem

Terça-feira há jogo 2, novamente na Oracle Arena. Apesar da derrota inicial, as expectativas ainda se mantém, não sendo esperado que o time volte a arremessar apenas 30% de 3 e 42% de quadra. Veremos que ajustamentos são feitos de parte a parte, mas uma coisa é certa: temos série!

#RocketsDaMassa #RunAsOne

Mostre mais

Bernardo Henriques

Representante gringo da massa (Português). Responsável pelas franquias de Houston.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close