fbpx
San Francisco Giants

Começou a temporada de 2018 para os Giants!

Giants terminam a sequência em casa com 7 vitórias em 10 jogos e conseguem a varrida em Arizona

Devido a um pequeno atraso desse que vos fala, essa coluna não vai sair no auge como teria saído segunda-feira. Infelizmente os últimos dois dias nos trouxeram de volta a realidade com duas derrotas em Colorado, mas o fato é que os Giants tiveram sua melhor fase na temporada. Mais que isso, junho foi o melhor mês do time em 2 anos. Bem há muito o que falar sobre a ultima semana e também sobre o que está por vir.

USATSI – Cueto e Shark vão voltar. Quem sai?

Últimos resultados

26/06 – Giants 3-2 Rockies

27/06 – Giants 1-0 Rockies

28/06 – Giants 8-9 Rockies

29/06 – Giants 2-1 @ D’Backs

30/06 – Giants 7-0 @ D’Backs

01/07 – Giants 9-6 @ D’Backs

02/07 – Giants 2-5 @ Rockies

03/07 – Giants 1-8 @ Rockies

 

Agora vai?

Os Gigantes de San Francisco finalmente podem estar se encontrando e mostrando o que podem fazer daqui pra frente. Muitas lesões, uma rotação remendada, um bullpen que segurou as pontas e um ataque inconstante mas com mais opções do que vagas resumem como foi a temporada até aqui. Com tantos altos e baixos, é admirável que a divisão ainda esteja tão perto. Mas ela está, e chegando na metade do ano, é hora de ir com tudo em busca de Dodgers e Diamondbacks.

 

Rotação, o tópico do momento

Atualmente, o grande foco do time é a rotação, muito devido ao que está prester a acontecer. É o grande, ou melhor, gigante elefante branco que está no vestiário. Cueto e Shark retornam nos próximos dias após meses fora. O natural seria, com as voltas de ambos, que descessem os dois jovens novatos: Andrew Suarez e Dereck Rodriguez. Mas nada é tão óbvio nem facil. Nenhum dos quatro titulares merecem descer, mesmo com as últimas atuações de Stratton e Holland longe de terem sido boas. Na verdade, foram bem ruins… Mas nada disso tira o mérito desses quatro em terem mantido os Giants vivos por três meses enquanto as lesões corriam soltas.

 

Minha humilde sugestão para os Giants

E aqui vou fazer uma previsão, talvez arriscada, talvez nem tanto. Por mim, nenhum dos quatro desce. Obviamente não estamos propondo uma rotação com sete arremessadores titulares. Nem o mais inovador dos técnicos proporia isso. Mas temos, porém, dois jogadores nessa rotação que possuem experiência no bullpen, Stratton e Holland. Coincidentemente os dois que tiveram pior resultado recentemente. A ideia aqui é não só manter os dois que estão melhor no momento, como evitar ao máximo mexer com a rotina dos garotos Suarez Rodriguez e dar confiança para se estabelecerem na rotação.

 

Obviamente, continuar sendo necessário tirar dois jogadores do time. Holland já foi confirmado no bullpen por Bruce Bochy, a partir desta quarta-feira, já que Johnny Cueto retorna 5a. Samardzija está marcado para arremessar sábado, então Bochy e cia tem até lá para decidir a segunda mudança. Seguindo meu raciocínio de enviar Stratton e Holland para fazer companhia a Ty Blach como ex-titulares no bullpen, um nome muito provável de sair é Pierce Johnson. O segundo nome é um pedido pessoal que faria a alegria de boa parte da torcida: Cory Gearrin. Não é de hoje que Gearrin não vem bem, e mesmo sem opções de ir para as Minors, o que significaria provavelmente perder-lo para outro time, a falta de confiança de Bochy significa que a perda não seria relevante.

 

Fortelecer o bullpen e manter todos os arremessadores frescos

Como benefício adicional, essa estratégia daria ao Bullpen nomes confiáveis de cima a baixo. Dada a incerteza sobre quem fecha, é um ponto considerável. Sem contar que com três long relievers, os Giants tem a ótima oportunidade de manter todos os braços frescos até o fim da temporada. Pode não parecer importante mas a verdade é que com a pouca margem de erro que devemos ter, não desgastar ninguém antes da hora é essencial. E mais ainda nos playoffs, claro.

Em mais um ponto positivo, ao manter todos os atuais arremessadores titulares no time principal, Bochy também tem a opção de revezá-los no fim da rotação de vez em quando pra poupar os braços de Andrew Suarez e Dereck Rodriguez, de modo a não arremessarem mais entradas que o recomendado para 2018. Esse é outro aspecto que pode parecer pequeno, mas que muitos especialistas recomendam para garantir a saúde a longo prazo jovens pitchers.

 

O padrão é que não se aumente o número de entradas de um ano para o outro em mais de 20%. Suarez teve 155 em 2017 e já tem 94 esse ano, enquanto Rodriguez arremessou 152 e já vem com 87 em 2018. Isso os coloca em cerca de 185 entradas como limites para esse ano, incluindo playoffs, com a permissão dos deuses. A 75 jogos do fim, caso ambos fiquem na rotação até o fim, arremessariam mais 15 jogos cada, ou cerca de 90 entradas, ficando bem próximo do total de 185. Poupá-los umas duas vezes cada pode garantir que participem dos playoffs sem preocupações.

 

Quem vai fechar os jogos?

Falei bastante da rotação, talvez até demais, mas creio que o motivo é justo. O modo com que Bochy lidará com a situação pode ser a diferença entre ir ou não para os playoffs. A primeira mudança, Holland para o bullpen na volta de Johnny Cueto, me parece bastante acertada Em rápida passada pelo bullpen, vale a pena sempre lembrar que a vaga de closer continua em aberto. No entanto, vimos Will Smith, o canhoto que perdeu mais de um ano se recuperando da cirurgia Tommy John, fechar dois jogos no fim de semana. Ele é provavelmente o reliever com melhor potencial no momento e podemos ver uma boa dose de Smith e Melancon na 9a entrada. Não somente por terem sido os maiores reforços dos últimos dois anos para o bullpen, mas pela capacidade de ambos, fazendo um bom duo canhoto-destro.

 

Panda, Hanson e Gorkys – estabilizando o ataque

Por fim, quero lembrar mais uma vez desse estranho ataque cheio de heróis inesperados. Se disséssemos a três meses atrás que Pablo Sandoval, Alen Hanson e Gorkys Hernandez seriam nomes quase fixos na lineup, seria lógico que a temporada foi pro espaço! Jamais que esses três seriam um grande motivo pra continuarmos na briga! Mas é a mais pura verdade… Panda e Hanson estabilizaram a 3B com a perda de Longoria. Gorkys tomou o centerfield de assalto e não largou mais. Isso sem falar de Austin Slater, que vem fazendo tudo e mais um pouco pra ganhar a vaga no left field. Alias, não seria surpresa nenhuma ver Slater e o versátil Hanson com a maioria das aparições no LF daqui em diante.

 

Os Giants estão agora em Colorado, onde abriram a série com duas derrotas doloridas. Está com Andrew Suarez a responsabilidade de evitar a varrida nesta quarta-feira, e porque não, mostrar a Bochy que é ele um dos que deve ficar na rotação daqui em diante. A seguir vem mais uma série de 10 jogos em casa, contra Cardinals, Cubs e A’s. Fica a esperança de que a rotação completa impulsione a equipe na caça aos líderes e dê ao torcedor calma na pausa para o All-Star Game.

Próximos jogos

04/07 – Giants @ Rockies

05/07 – Giants vs Cardinals

06/07 – Giants vs Cardinals

07/07 – Giants vs Cardinals

Tags
Mostre mais

H. Gonçalves

Henrique Gonçalves é fã dos San Francisco Giants desde 2002, quando começou a acompanhar a MLB vendo seu time perder a World Series. Não desistiu e hoje colhe os frutos do sucesso dos Gigantes!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close