fbpx
Los Angeles Clippers

FALTA APOIO DE LOS ANGELES AOS CLIPPERS?

Salve ClipperNation!

A semana foi dura para o LA Clippers, com fracas e desinspiradas atuações contra seus rivais. A partida mais marcante da semana foi no Staples Center com o Heat batendo o Clippers e vendo a arena se tornar uma “mini-Miami”, o que reascendeu a discussão sobre relocação do Clippers.

Dallas vencem

Jordan do Dallas sob o olhar atento de Williams (23) 
Foto: Michael Ainsworth/AP

Após um bom início, os Clippers sofreram com a boa atuação de Harrison Barnes do Mavericks, e sucumbiram em Dallas.

Os destaques do Clippers foram o ala-pivô Montrezl Harrell, que fechou a partida com um duplo-duplo com 23 pontos e 10 rebotes, o ala Danilo Gallinari com 21 pontos e 6 rebotes e o ala-armador Lou Williams com 21 pontos.
Os Clippers quase venceram a partida quando Lou Williams acertou uma bola de três, que deixou o placar em 110 a 109. Mas justamente Williams errou um passe nas mãos de Jordan, que converteu um lance livre para deixar o marcador em 112 a 110. Tendo a bola para empatar o duelo, Tobias Harris perdeu uma cesta de três, teve a chance de um novo arremesso, mas Dennis Smith Jr conseguiu um toco para selar a partida.

Redenção em Nova Orleans

A derrota em Dallas logo foi esquecida com uma boa atuação dos Clippers.
Tobias Harris e Gallinari foram os destaques do Clippers na partida. Harris terminou com 27 pontos e Gallinari com 24.
Os Clippers iniciaram à mil, levando a melhor nos dois primeiros quartos, fechando em 77 a 65.
Os Pelicans voltaram melhor do intervalo e foram reduzindo a diferença até virarem o marcador faltando 5 minutos para o fim da partida. Pórem, Harris foi decisivo no final da partida. A 4 segundos do fim, Harris acertou dois lances livres e colocou três pontos de frente para os Clippers, 129 a 126. Restava tempo para apenas mais um ataque dos Pelicans na tentativa de um chute de três que levaria o embate para a prorrogação, mas E’Tawn Moore errou o tiro e selou o triunfo dos Clippers.

Revanche dos Grizzlies

Mais uma partida fora de casa, dessa vez em Memphis e foi a chance para os Grizzlies obterem a revanche da partida disputada na Califórnia, dias antes. E conseguiram, vencendo os Clippers por 96 a 86.
Boban Marjanovic liderou o Clippers com 19 pontos. Danilo Gallinari marcou 17 pontos. Shai Gilgeous-Alexander e Lou Williams, marcaram 12.

Falta apoio de Los Angeles para o Clippers?

A partida contra o Miami Heat na semana passada, ascendeu novamente uma longa discussão sobre o apoio da cidade de Los Angeles ao Clippers. Em certo ponto da partida, a torcida do Heat conseguiu impôr seu tom em pleno Staples Center, fazendo parecer que o jogo estava sendo disputado na Flórida cantando “Let’s go Heat”. Isso é o cúmulo para uma franquia que já está locada há um bom tempo em LA.

A atual casa do Clippers, Staples Center
Foto: Wikipedia

Vale lembrar que o dono do Clippers, Steve Ballmer quando assumiu o controle da franquia, afastou qualquer chance de relocação. A esperança de alguns era de que Ballmer levasse o Clippers para Seattle, afinal, ele participou do grupo que tentou comprar o Sacramento Kings e levar o time da capital californiana para o nordeste americano. “O Clippers não é um candidato para a relocação por vários motivos. Los Angeles precisa de dois times e a Liga não aprovaria a mudança”, disse Ballmer, na época.

Recentemente o Clippers estaria incomodado com a direção do Staples Center que também recebe partidas dos Lakers na NBA e do Kings na NHL, como se a direção da arena deixasse o Clippers em terceiro plano. Bom, resta-nos esperar para ver o que acontecerá com a franquia, que já foi de San Diego, inclusive.

Um verdadeiro caos provocado por Wade e Cia.

Sobre a partida, era a milésima de Dwyane Wade na NBA e ele fez acontecer no Staples Center. Clippers e Heat estavam bem próximos no placar até o terceiro quarto. Porém faltando 3 minutos para o fim do quarto, Heat anotou 25 pontos, o que foi o bastante para conseguirem criar uma grande gordura no placar. No final, 121 a 98 para Miami.

Dwyane Wade numa disputa com Gilgeous-Alexander
Foto: AP Photo/Mark J. Terrill
Dwyane Wade passando a bola sob o olhar do guard Shai Gilgeous-Alexander –
Foto: AP Photo/Mark J. Terril

Doc Rivers analisou a partida: “Acho que nos afastamos da nossa fórmula. Se não jogarmos com muita intensidade, não venceremos. Nossa energia e como jogamos é parte do que temos que fazer para vencer. E nós simplesmente não fizemos isso hoje à noite.”

Próximos jogos

11/12 vs Suns em Phoenix;

12/12 vs Raptors em Los Angeles;

13/12 vs Spurs em San Antonio;

16/12 vs Thunder em Oklahoma.

Tags
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close