fbpx
New York Rangers

HORA DE DIZER ADEUS

O New York Rangers foi de novo atuante na trade deadline, e se despede de rostos conhecidos como esperado

HEY! HEY! HEY, HEY, HEY RANGERSTOWN! A trade deadline veio, e como já era esperado o New York Rangers mais uma vez foi vendedor. Mais uma vez nós torcedores vimos jogadores identificados com os Blueshirts rumarem para outros times em troca de escolhas de Draft (e desta vez apenas um prospecto), confirmando os diversos rumores que vinham desde o início da temporada.

Assim, Kevin Hayes partiu para o Canadá e Adam McQuaid se tornou o defensor que John Tortorella exigia. Mas a saída mais sentida foi a de Mats Zuccarello. O jogador mais querido em Rangerstown depois de Henrik Lundqvist disse adeus (ou seria um “até logo”?) e rumou para o Texas.

VALIA MAIS

A alegria por mais uma vitória sobre os rivais New Jersey Devils foi trocada pela tristeza horas depois. Afinal, o ídolo Zuccarello era trocado para o Dallas Stars concretizando um antigo desejo dos texanos. Em retorno, duas futuras escolhas condicionais de Draft.

A foto parece montagem: Mats Zuccarello estreou pelo Dallas Stars e foi do céu ao inferno com 1 gol e 1 mês afastado devido uma fratura no antebraço – Foto via Sports Illustrated

A primeira delas, uma de segundo round de 2019 que se tornará de primeiro round em caso de os Stars serem finalistas de conferência. A outra, uma de terceiro round de 2020 que vira uma de primeiro se Zucc (um futuro agente livre irrestrito) reassinar com a equipe de Dallas.

É uma troca que deixa um gosto amargo em Manhattan. Não só pela saída de Mats, mas pelo retorno tão baixo para um jogador do nível do norueguês (mesmo ele longe de seus melhores dias). O GM Jeff Gorton poderia facilmente ter pedido um Julius Honka, que enfrenta grande concorrência na blue line dos Stars ou algum prospecto de elite do Texas Stars, o afiliado deles que foi vice campeão na temporada passada da AHL.

Além disso, as condicionais das escolhas de Draft são complicadas de ocorrerem, dada a grande disputa na conferência Oeste. Das duas uma: ou Gorton entende que Zuccarello é a peça que faltava para os texanos virarem contender, ou ele considera altas as chances de trazer o baixinho de volta na offseason. De qualquer forma, arriscou muito…

JÁ ESPERADO

Se o front office nova iorquino deixou a desejar na negociação por Zucc, o mesmo não se pode afirmar na troca de Hayes. O Winnipeg Jets, que já o monitorava, supre sua necessidade por um central nas linhas especiais. Em troca vieram uma escolha de primeiro round de 2019, uma escolha condicional de quarto round em 2023 (em caso de título dos Jets nesta temporada) e mais Brendan Lemieux.

Logo na sua segunda partida como um Ranger, Brendan Lemieux (direita) deixou seu gol mas não evitou a derrota para o Montreal Canadiens – Foto via Noah Murray/USA Today Sports

O filho de Claude Lemieux, campeão três vezes com o Montreal Canadiens e uma com o Colorado Avalanche, vem tendo um bom desempenho em sua temporada de novato (10 gols e 2 assistências) mesmo com baixa minutagem em Winnipeg. Sua chegada trará maior grit para os Rangers e ele deverá ser figura constante no bottom six.

NO ÚLTIMO DIA, UMA ÚLTIMA TROCA

A outra trade bait foi negociada horas antes da janela de trocas fechar. Adam McQuaid, adquirido junto ao Boston Bruins em outubro, foi para o Columbus Blue Jackets em troca do prospecto Julius Bergman, uma escolha de quarto e outra de sétimo round de 2019.

O sueco Julius Bergman irá para sua terceira equipe na AHL: uma nova chance para o prospecto – Foto via Bob Crawford/Twitter

McQuaid deverá acalmar os nervos do técnico Tortorella que exigia mais opções defensivas em Ohio enquanto Bergman seguirá atuando na AHL agora por Hartford (já atuara por Belleville e por Cleveland em 2018/2019).

_

Apesar dos pesares, o saldo dos Rangers é positivo após o período de trocas. Gorton conseguiu trocar suas melhores moedas e adquiriu futuras escolhas, que farão dos Blueshirts novamente participativos nos próximos Drafts. De quebra, os contratos expirantes que se mantiveram são de agentes livres restritos, com exceção ao do recém chegado Connor Brickley.

Agora é ver o que acontece a partir de julho…

CAMPANHA

27-27-10 (7º lugar na divisão Metropolitana com 64 pontos)

ÚLTIMOS RESULTADOS

  • 1×4 vs Wild 21/02
  • 5×2 vs Devils 23/02
  • 5×6 (OT) @ Capitals 24/02
  • 3×4 (OT) vs Lightning 27/02
  • 2×4 vs Canadiens 01/03

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

  • vs Capitals 03/03
  • @ Stars 05/03
  • @ Red Wings 07/03
  • vs Devils 09/03
  • @ Oilers 11/03

#NYRangersDaMassa #NYR #LGR #BrasilTemNHL

Tags
Mostre mais

Diego Diaz

Fã de Heavy Metal que acha que o Testament deveria estar no Big Four e Dio melhor que Ozzy, torce/sofre com Lakers, Knicks, NY Rangers e São Paulo FC. Considera que Phil Jackson foi melhor técnico do que GM e Pat Riley o inverso enquanto Henrik Lundqvist é o maior jogador da história dos Rangers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chegar

Close
Close