fbpx
Philadelphia Eagles

IMPROVÁVEIS EAGLES EM BUSCA DO BI

Double Doink!  Os deuses do futebol americano parecem mesmo estar do nosso lado. Os Eagles venceram os Bears por 16 a 15 graças ao chute errado do nosso ex-kicker Cody Parkey, que foi incrivelmente bloqueado pelo DT Treyvon Hester antes de bater nas duas traves. E não foi só isso. Eliminamos a equipe que ajudou a nos classificar para a pós-temporada ao vencer os Vikings na última rodada.

Philadelphia estava virtualmente eliminado há apenas algumas semanas, mas venceu os poderosos Rams, o campeão de divisão Texans e a melhor defesa da NFL, fora de casa. Tudo isso sem o QB titular e com muitas lesões importantes na defesa (pelo segundo ano seguido). A vitória contra os Bears foi a primeira da franquia fora de casa em pós-temporada desde o triunfo por 23 a 11 contra os Giants em 2009.

Força nas trincheiras

O que comentar sobre a linha ofensiva? Khalil Mack teve zero sacks. E não foi só ele. Contra Rams e Texans, Aaron Donald e J.J. Watt também não fizeram nada. Durante a sequência de quatro vitórias seguidas, três dos melhores defensores da liga somaram zero sacks e apenas três QB hits contra os Eagles.

A linha defensiva foi sólida, embora não tenha conseguido grandes jogadas. Fletcher Cox é sempre um monstro nos duelos individuais, e Michael Bennett confirmou porque foi uma das melhores contratações da última inter temporada, com 1 sack e 2 tackles para perda de jardas.

Jovens de Ouro

Philadelphia tem tido sucesso na defesa mesmo com a secundária sem três CBs titulares (Jalen Mills, Ronald Darby, e Sidney Jones) e sem o safety Rodney McLeod. Os jovens substitutos Rasul Douglas, Cre’Von LeBlanc e Avonte Maddox têm se superado nas últimas semanas. Mérito deles e da comissão técnica.

Além da boa produção de Maddox, Dallas Goedert também tem se destacado bastante. Os calouros fizeram diferença e não sentiram a pressão de estarem em seu primeiro jogo de playoff na NFL. Goedert é bom bloqueando, se desmarcando, recebendo passes e ganhando jardas após a recepção. Um TE completo, capaz de jogadas lindas como essa:

Foles ou Foles?

Nick Foles às vezes parece ter dupla personalidade. Ele é capaz de fazer um lance terrível e logo depois uma jogada maravilhosa. Sua primeira interceptação foi uma boa jogada da defesa, mas a segunda foi ridícula, em um passe muito mal lançado para uma cobertura quádrupla.

Mas Saint Nick é decisivo. Isso ninguém pode negar. Quando mais importava e a temporada dos Eagles estava prestes a acabar, ele foi lá e liderou uma linda campanha da vitória, decidida com um passe para o TD de Golden Tate numa quarta descida.

BDN

Nada melhor do que estatísticas para provar como Foles é decisivo (todos os números são de sua carreira em pós-temporada):

O QB tem 4 vitórias em 5 jogos e lançou para pelo menos 2 TDs em 4 dessas partidas. Em conversões de terceira e quarta descidas, ele tem 40/52 (77%) para 522 jardas, 6 TDs e 0 INT, com um rating de 146.5. Entre os 73 QBs qualificados (mínimo de 150 passes), Foles tem o melhor rating da história da liga: 105,3.

Além de tudo isso, o camisa 9 e os Eagles eliminaram a melhor defesa da NFL em duas temporadas consecutivas (Bears em 2018 e Vikings em 2017). Os outros dois únicos QBs a fazerem isso? Ninguém menos que John Elway e Joe Montana.

Quem também tem números incríveis em pós-temporada é Doug Pederson, mesmo que em pouca amostragem. Com o recorde perfeito de 4-0 sob seu comando, os Eagles também converteram todas as quatro tentativas em quartas descidas que tentaram em jogos de playoff (todas com Foles lançando OU RECEBENDO a bola). Dougie P já é o segundo treinador com mais vitórias em pós-temporada da história da franquia, atrás apenas de Andy Reid, que tem 10.

Revanche verde na Louisiana?

Os Saints foram o último time a derrotar os Eagles em playoffs, quando venceram o duelo de wild card na Philadelphia na temporada de 2013. Os QBs daquela partida? Drew Brees e Nick Foles. Só que mais do que esse jogo, é o confronto dessa temporada que está entalado na garganta das águias. Na semana 11 de 2018, fomos atropelados por 48 a 7.

Vamos enfrentar o time que acredito ser o melhor da NFL no momento. Mas será que há alguém no mundo que não vista dourado e preto que irá se surpreender no caso de mais uma vitória dos Eagles? Depois de tudo o que aconteceu, eu acho que não.

As bolsas de aposta abriram com uma vantagem de 9 pontos para o time de New Orleans. Mas Philadelphia se motiva ainda mais quando o time é azarão. Seguimos sem nada a perder, usando nossas máscaras de esqui contra tudo e contra todos. A pressão está toda no lado do Saints. E é assim que gostamos.

#EaglesDaMassa #NFLDaMassa #FlyEaglesFly #GoBirds #WeBleedGreen

Pilhado para o jogo de domingo e não consegue esperar? Então assista a esse vídeo:

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close