fbpx
New York Rangers

LOWER PLAY

Com as linhas remontadas após a deadline, o New York Rangers manteve a garra. Mas perdeu força na vantagem numérica

HEY! HEY! HEY, HEY, HEY RANGERSTOWN! A trade deadline passou, e o New York Rangers perdeu importantes peças do elenco. Mas para sorte de nós torcedores as performances não tiveram quedas drásticas. A já conhecida luta dos Blueshirts para buscar o resultado se manteve, mesmo com apenas uma vitória em 7 jogos. Afinal, dos seis revezes sofridos 5 deles foram após o tempo regulamentar.

Entretanto, houve mudanças de desempenho nas linhas especiais. O power play dos Rangers tem sido nulo desde então. Na última apresentação diante do Edmonton Oilers, foi apenas 1 chance (não aproveitada). Mas nas 6 partidas anteriores foram um total de 21 oportunidades com um homem a mais no rink e nenhum gol marcado. Com Kevin Hayes o resultado certamente seria diferente.

Alexandar Georgiev usou o “jeitinho” pra deter Alexander Ovechkin, mas a arbitragem não foi na dele – Foto via Bill Kostroun/Associated Press

E contra o Washington Capitals, uma derrota no shootout que poderia ter sido evitada se Mats Zuccarello (que tem ótimo aproveitamento nas cobranças) ainda estivesse usando a camisa azul. Claro, o resultado final também seria outro se não fosse a malandragem do goleiro Alexandar Georgiev em jogar o stick no disco conduzido por seu quase xará Alexander Ovechkin.

Na contramão disso tudo, aparece o penalty kill. Antes causador de aflição nos torcedores, agora está com um belo desempenho de quatro gols sofridos. Foram 25 vezes em menor número nesse mesmo período. Os Rangers vêm crescendo neste quesito, pois desde o início de janeiro não sofrem mais do que 1 gol de power play em um mesmo jogo.

TANK SEM (PASSAR) VERGONHA

A derrota no tempo extra para os Oilers aliada à goleada do Chicago Blackhawks pra cima do Arizona Coyotes foi excelente para as pretensões nova iorquinas no Draft. Esta combinação de resultados deixa os Rangers com a 7ª pior campanha nos critérios de desempate. Graças ao nosso segundo pior ROW (vitórias no tempo normal ou prorrogação) da liga: apenas 22.

DIABOS E SEQUÊNCIA RUIM EXORCISADOS

Nem na única vitória da semana teve vida fácil para os Blueshirts. O igualmente em má fase New Jersey Devils chegou a abrir o placar em um power play e a ampliar com um chute desviado que enganou Henrik Lundqvist. Mas os rivais de Jersey sentiram o peso dos vários desfalques e o cansaço do back to back e permitiram a virada dos nova iorquinos em grande noite de Ryan Strome (3 pontos no jogo) e de Libor Hayek.

Libor Hayek marcou diante do New Jersey Devils o primeiro gol da carreira antes de se lesionar – Foto via Twitter oficial do NY Rangers

O novato marcou seu primeiro gol na NHL antes de sair do gelo com uma lesão no ombro após um hit. Felizmente os exames nada de grave apontaram, mas Hayek não deve mais atuar na temporada…

O terceiro triunfo diante dos Devils em 2018/2019 encerrou uma seca de cinco jogos (coincidentemente a última vitória havia sido na Batalha do Hudson anterior).

Na derrota no tempo extra frente ao Detroit Red Wings, Henrik Lundqvist disputou seu 850º jogo pelos Rangers – Foto via Twitter oficial do NY Rangers

Outro destaque foi mais um recorde alcançado por Henrik Lundqvist. O King se tornou o terceiro goleiro na história da NHL a atuar em pelo menos 850 jogos por uma única franquia. A marca foi obtida no duelo contra o Detroit Red Wings e acabou ficando em segundo plano com o revés sofrido na prorrogação.

DESCANSE EM PAZ

Em memória à Harry Howell, os Rangers colocaram um patch nos capacetes dos jogadores – Foto via Twitter oficial do NY Rangers

A notícia ruim em Manhattan foi o falecimento do ex-defensor Harry Howell aos 86 anos. Ele é o recordista de jogos com a camisa dos Rangers com 1160 aparições em 16 temporadas. Nos Blueshirts, ele faturou o Troféu Norris em 1967 e marcou 82 gols somando 345 pontos. O banner com seu número 3 subiu no alto do Garden em 2009, trinta anos depois de se tornar membro do Hall Da Fama do Hockey.

Da partida diante dos Oilers até o final da temporada, os Blueshirts usarão um patch em homenagem a Howell nos capacetes.

_

Os nova iorquinos seguem na estrada pelo Oeste. Serão mais três jogos no oeste canadense e no Estado dos Lagos. Oportunidade para dar aquele “sprint” na corrida pela loteria do Draft…

CAMPANHA

28-28-13 (7º lugar na divisão Metropolitana com 69 pontos)

ÚLTIMOS RESULTADOS

  • 2×3 (SO) vs Capitals 03/03
  • 0x1 @ Stars 05/03
  • 2×3 (OT) @ Red Wings 07/03
  • 4×2 vs Devils 09/03
  • 2×3 (OT) @ Oilers 11/03

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

  • @ Canucks 13/03 às 23:00
  • @ Flames 15/03
  • @ Wild 16/03
  • vs Red Wings 19/03
  • @ Maple Leafs 23/03
  • vs Penguins 25/03

#NYRangersDaMassa #NYR #LGR #BrasilTemNHL

Tags
Mostre mais

Diego Diaz

Fã de Heavy Metal que acha que o Testament deveria estar no Big Four e Dio melhor que Ozzy, torce/sofre com Lakers, Knicks, NY Rangers e São Paulo FC. Considera que Phil Jackson foi melhor técnico do que GM e Pat Riley o inverso enquanto Henrik Lundqvist é o maior jogador da história dos Rangers.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chegar

Close
Close