fbpx
Washington Wizards

PODEM SE ANIMAR, O GIGANTE VOLTOU

Fala, galera! Beleza?
Sentiram falta do gigante de Washington?
Pois bem, finalmente pudemos matar a saudade de nosso querido time. Ainda que sem Dwight Howard, os jogos da offseason conseguiram animar nossos torcedores! É claro que não podíamos esperar jogadas acrobáticas nem o mesmo desempenho do time nesses primeiros jogos, já que estamos nos poupando para quando as partidas começarem a valer.

A falta de Dwight é um posicionamento facilmente explicado por uma estratégia técnica em que o jogador chega descansado nos primeiros confrontos da temporada. No entanto, mesmo sem ter a mesma importância de uma partida comum, pudemos ver o mesmo nível de competitividade presente na quadra contra os Knicks. Foi um jogo decidido nos últimos minutos e por pouco um arremesso a poucos segundos do estouro do relógio não leva os Wizards ao overtime. A expulsão de Markieff Morris devido a uma dupla falta técnica foi o reflexo de um despreparo total para um ano de partidas que está por vir.

John Wall, que sempre toma um papel de liderança, jogou apenas 9 minutos, anotando 6 pontos e uma assistência. É nesses casos que o técnico dá oportunidades aos reservas de jogarem um pouco mais do que estão acostuma dos. E foi exatamente o que Scott Brooks fez. A performance de Jordan McRae foi um exemplo de como nosso banco é sólido e preparado para enfrentar situações de pressão. O jogador foi simplesmente perfeito! Com 14 pontos em apenas 13 minutos de jogo, McRae converteu todos os 6 arremessos que chutou incluindo uma contestada cesta de três pontos com o jogo prestes a acabar. Esse é um aspecto em que o time mostrou inconsistência: a cesta de três. Apenas 21% das bolas encontraram seu destino vindo de trás da linha. Bradley Beal estava pouco inspirado, tendo acertado apenas uma tentativa das sete que arremessou. Austin Rivers mostrou serviço e converteu cestas muito bem contestadas e com muita força de vontade.

O cestinha foi Kelly Oubre, com 15, mesmo que com um baixo aproveitamento. Ian Mahinmi, responsável por substituir Howard contra o time de Nova York, fez uma ótima partida. 8 pontos e 7 rebotes para o pivô. Otto Porter também teve grande destaque com o altíssimo aproveitamento tempo por pontos, anotando 16 em 13 minutos. Fora o elenco que estamos acostumados, Tomas Satoransky contribuiu muito para manter todos nós torcedores entretidos. Foram 12 pontos em 20 minutos. Porém, os pontos positivos são duramente prejudicados por atuações medíocres, como a de Thomas Bryant, que não converteu um único arremesso de quadra na partida. Esperamos que atuações como essa não virem rotina na cidade de Washington e que o time esteja preparado para uma nova rodada de 82 jogos.

Tags
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close