fbpx

Ela está voltando! A temporada oficial da Major League Baseball começa hoje. Com isso, previsões são feitas, palpites são dados, séries são jogadas. E a gente não pode esquecer da divisão do atual campeão, não é mesmo? Vamos fazer previsões sobre a AL East, venham comigo!

Baltimore Orioles

2017: 75-87

2018: 45-115

Projeção 2019: 42-120 (Quinto lugar)

Demorou, mas enfim o rebuild enfim chegou para Baltimore. Após duas temporadas bem abaixo daquele Baltimore que vimos encantar todo mundo nas finais de conferências (e desencantar também), na última trade deadline ocorreu o que todos esperávamos: a saída de Manny Machado, que se juntou aos Dodgers para o restante de 2018 e agora defende os Padres. Com isso, uma lineup que já era precária ficou ainda mais debilitada, o que resultou num final de temporada passada desastroso pelos lados de Baltimore. Alie-se isso a uma última facada: outro grande ídolo de Baltimore, Adam Jones, agora jogará na National League pelos Diamondbacks.

Porém, temporada nova, novos ares! Pelo menos no que diz respeito ao gerenciamento do time. Com um contrato bem grande, Mike Elias tornou-se o general manager mais bem pago não da AL East, mas de toda a liga. Além disso, o grande Buck Showalter não teve seu contrato renovado, o que culminou na vinda do ex-bench coach do Chicago Cubs, Brandon Hyde.

No lado da bola, Chris Davis teve um ano de 2017 fraquíssimo e seu contrato é horrivelmente alto. A grande esperança para a juventude de Baltimore que clama por dias melhores chama-se Cedric Mullins. O novo dono do campo central deve ser uma grande peça para o futuro do time.

A rotação é um ponto extremamente delicado nos Orioles, com Dylan Bundy tendo uma temporada passada com início promissor, mas eventualmente acabando 2018 como o arremessador que mais cedeu home runs na temporada. Juntando isso às somente 26 vitórias em 2018 e um ERA geral de 5.48, e podemos concluir que 2019 será um ano difícil para a torcida de Baltimore.

Cedric Mullins: o futuro de Baltimore já começa a brilhar, mesmo que demore mais um pouco. Foto: Baltimore Baseball

Toronto Blue Jays

2017: 76-86

2018: 73-89

Projeção 2019: 71-91 (Quarto lugar)

Blue Jays, não há muito o que declarar com o time que também já mostrou muito, pouco tempo atrás na MLB. 2019 deve ser outra temporada em que o desenvolvimento do núcleo jovem de Toronto deve ser levado em consideração: as saídas de Encarnación, J. A. Happ e Josh Donaldson na última trade deadline são os motivos por que o rebuild chega mais e mais perto para o time canadense.

Com a aparição de Elvis Luciano na rotação titular, o jovem arremessador de 19 anos deve ganhar experiência para atuar nas Majors. Além disso, o infield conta com 4 jogadores abaixo dos 25 anos de idade.

Porém, a grande aposta de Toronto está em Vlad Guerrero Jr, o jogador de terceira base desponta como a melhor promessa de toda a liga e pode ser peça chave para o futuro dos Blue Jays ele também deve ser o principal candidato a novato do ano da liga americana. O jogador deve entrar no elenco somente em abril por questões burocráticas.

Mesmo mantendo alguns medalhões, como Kevin Pillar e a chegada de Clay Buchholz, do Arizona Diamondbacks e também com passagens pelo Boston Red Sox, nada além de penúltima posição da divisão é o máximo que Toronto pode conseguir. É ver como esses jogadores mais ‘rodados’ vão se sair para eventuais trocas e pensar em um fortalecimento ainda maior da equipe com um bom núcleo jovem.

Será que Vlad Guerrero Jr conseguirá atingir todo potencial que tem? (Foto:Yahoo)

Tampa Bay Rays

2017: 80-82

2018: 90-72

Projeção 2019: 95-67 (Terceiro lugar)

O time que detém o atual Cy Young da Liga Americana vem para bater de frente com Nova York e Boston nessa temporada. Ainda não acho que será o ano deles, mas ficaria de olho nesse time que pode ser muito traiçoeiro na temporada. Além de Snell, a rotação ainda conta com Charlie Morton. A estratégia de um quarto/quinto arremessador com uma rotação de bullpen até que não foi ruim em 2018, e a força do time lá também não é pouca não, com destaque para Glasnow e Alvarado.

Você não vai encontrar grandes potencias no bastão em Tampa, mas o time tem ótimos rebatedores, confiáveis em sua grande maioria. Ji-Man Choi veio dos Brewers onde atuou em 2018 para ajudar e deve atuar bastante de DH (rebator designado); o infielder tem bastante facilidade para conseguir contato e pode ser uma peça de extrema ajuda em 2019. Além dele, Thommy Pham, Kevin Kiermaier, Joey Wendle e Willy Adames são nomes para se ficar de olho. O quão alto Blake Snell e sua turma podem voar na temporada?

Blake Snell levará novamente o título de Cy Young da temporada 2019? Foto: DRaysDay

New York Yankees

2017: 91-71

2018: 100-62

Projeção 2019: 104-58 (Segundo lugar)

O time dos Yankees poderá destronar a ponta da divisão em 2019? Acho que ainda não, mas promete brigar pelo topo com certeza, com nenhuma grande perda na offseason, exceto David Robertson, novo reliever dos Phillies e Andrew McCutchen que também foi para Philadelphia. O time não quis esbanjar: até tentou Manny Machado, mas melhorou a defesa e trouxe um infielder confiável: D. J. LeMahieu.

Ottavino chega e mantém o bullpen dos Yankees ainda com muita força. Além disso, as aquisições da última trade deadline mantiveram-se quase por completo: Zach Britton e J. A. Happ continuarão nos Yankees por mais algum tempo. A chegada de James Paxton para reforçar a rotação deve fazer com que ocorra uma melhora no ponto fraco dos Yankees nos últimos dois anos: os arremessadores. Severino, de contrato novo, só começará os trabalhos em maio devido a uma inflamação no ombro, e CC Sabathia vem para sua última temporada no Yankee Stadium.

No lado do bastão, Stanton e Judge devem enfim mostrar tudo aquilo que ficaram devendo em 2018, e que às lesões não atrapalhem o juiz. Além deles, a dupla latina Torres e Andújar deve prometer bastante. Gary Sánchez precisa ficar longe do DM, também: muitas lesões atrapalharam o desempenho dele em 2018. Ainda temos Tulowitzki que pode ser uma grande surpresa até o retorno de Didi Gregorius.

Aaron Judge conseguirá liderar os Pinstripes ao lado de Giancarlo Stanton? Foto: New York Post

Boston Red Sox

2017: 93-69

2018: 100-62

Projeção 2019: 105-57 (Primeiro lugar)

O atual campeão da liga quer seguir no auge e tentar o quarto título seguido da divisão. Chris Sale foi o grande nome do time em 2018 na rotação e deve brigar firme pelo Cy Young nesta temporada; além dele, Nathan Eovaldi grande surpresa que chegou via troca em 2018 e teve seu contrato renovado, pode ajudar bastante na rotação. Rick Porcello deve ser bem seguro no montinho, e David Price pode, quem sabe, ajudar mais uma vez.

A grande questão é: quem será o fechador do Red Sox na temporada? Kimbrel não deve voltar, e um bullpen que já era problemático fica ainda pior sem ele. O bullpen foi o grande defeito do time em 2018, mas não conseguiu comprometer por completo. John Kelly rumou para os Dodgers, e hoje o nome que deve ser a grande ‘persona’ dos relievers de Boston se chama Matt Barnes. Entretanto, como em 2018, acredito que o tima consiga se sair bem sem uma grande força nas entradas finais.

Mookie Betts e J. D. Martínez, que tiveram um excelente ano de 2018 e brigarão pelo MVP, devem tentar repetir o feito em 2019. Além deles, Xander Bogaerts, Andrew Benintendi e Rafael Devers são muito regulares no bastão, conseguem colocar precisão e potência no bastão, podendo ajudar o time a ir longe novamente. A saída de Sandy León pode fazer com que o time perca um pouco de força defensiva, mas nada além disso.

Alex Cora conseguiu o feito de ser campeão como manager na sua primeira temporada. Será que ele conseguirá repetir esse feito em 2019?

Mookie Betts conseguirá levar os Red Sox a mais uma World Series? Foto: Over the Monster

E você torcedor? O que você acha?

Bom, torcedor, essas foram as minhas previsões para a AL East em 2019, mas você concorda comigo? Quem vai levar a divisão nesta temporada? Deixe sua opinião nos comentários!

#MLBdaMassa #LetsGoBlueJays #Birdland #RaysUp #DirtyWater #PinstripePride

Colunas anteriores

AL EAST: CONTAGEM REGRESSIVA!

AL EAST: E O BEISEBOL ROLA SOLTO

Tags
Mostre mais

Augusto Edinger

Apaixonado por todo tipo de esportes, universitário e escritor nos tempos livres. Também tenho teorias cada dia mais bizarras! Colunista de MLB & NHL.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close