fbpx
New Orleans Pelicans

QUEM VAI FICAR COM DAVIS?

Copyright 2019 NBAE (Photo by Layne Murdoch Jr./NBAE via Getty Images)

Salve Massa Pelicana, chegou a hora de falar sobre o mais querido da Luisiana. Parece que finalmente mudaram os ares em New Orleans: Elfrid Payton voltou (8v-2d com ele em quadra), ganhamos 2 seguidas com autoridade (net +27 pontos) e temos o round bônus do Street Fighter na quarta (Cleveland). Mas se a torcida está louca para se enganar de novo, é muito importante tomar uma dose de realidade: Vem aí uma sequência de respeito fora de casa (Timberwolves, Clippers, Warriors, Trail Blazers e Grizzlies).

Antes de falar sobre o assunto preferido dos grupos de Whatsapp sobre NBA, quero falar sobre a situação do time. Anthony Davis continua doutrinando e carregando o time (28.7 pts, 13.3 reb, 4.4 ast, 51% FG, 31% 3P), Jrue Holiday e Julius Randle fazendo as melhores temporadas de suas carreiras, as lesões continuam atacando jogadores importantes (Moore e Mirotic) e o resto do elenco decepcionando. Solomon Hill não marca nem defende, Tim Frazier continua forte sua pré-temporada pro Chinesão e Cheick Diallo nem entra mais em quadra.

As apostas da vez parecem ser Frank Jackson e Jahlil Okafor, o que só demonstra a fraqueza de um dos piores elencos da NBA: com Anthony Davis e Jrue Holiday em quadra, a equipe tem um dos melhores desempenhos da Liga, mas quando ambos descansam New Orleans tem line-ups e atuações semelhantes a franquias que perdem de propósito (alô Cleveland e Chicago!). Considerando que ambos estão entre os 4 jogadores com mais minutos na Liga, a chance de uma lesão aumenta muito e aí vai embora qualquer chance de competir por uma vaga nos playoffs. Se com ambos saudáveis a equipe já está fora da zona de classificação, imagina se algum deles perde vários jogos?

Copyright 2019 NBAE (Photo by Layne Murdoch Jr./NBAE via Getty Images)

Se você não é torcedor do Pelicans, é bem provável que tenha pulado os 2 parágrafos anteriores, mas agora finalmente chegou a sua hora: QUEM VAI FICAR COM DAVIS? A resposta é provavelmente Lakers pela vontade do jogador, mas ela só virá na pós-temporada quando Boston puder entrar na briga (Rose Rule). É pouco provável que New Orleans troque o Monocelha antes do fim da temporada, porque a esperança é a última que morre, o emprego do GM depende do sucesso nessa temporada e principalmente porque a franquia obterá mais valor na pós-temporada.

New Orleans deve conseguir um retorno bem maior do que o normal, graças a maior rivalidade da NBA: Celtics x Lakers. As torcidas de ambas as equipes estão fazendo campanhas por Anthony Davis, forçando a mão de ambas as diretorias em uma possível negociação e abrindo um leilão pelo Monocelha. A urgência das franquias também pesa para que o Pelicans consiga um bom retorno: Lebron está envelhecendo e não pode esperar pelo desenvolvimento dos garotos (Ingram, Kuzma e Ball); O caminhão de picks que Ainge conseguiu vai acabar nesse draft (Memphis 1st, Sacramento 1st, Clippers 1st e Boston 1st), mas nenhuma delas deve ser top 10.

Isso posto, os Lakers devem fazer uma proposta em torno de Ingram e Ball (mais suas escolhas de primeira rodada que valem pouco) e Boston deve oferecer um pacote com Jaylen Brown e todas essas escolhas de primeira rodada, mas a realidade é que algum dos dois terá que abrir mão de um ativo muito importante para os futuros das franquias: Kuzma e Tatum. Para New Orleans, conseguir jogadores como Ingram, Kuzma ou Tatum é um grande recomeço, considerando o que franquias normalmente conseguem de retorno para estrelas em fim de contrato (vide CP3, Dwight Howard, Kawhi Leonard e tantos outros). Fica só a dúvida: esse recomeço será na Big Easy ou mais ao oeste (alô Seattle).

Tags
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close